ATENÇÃO GORDINHOS E MAGRINHOS

1

Posted by Ciro Bezerra | Posted on quinta-feira, 18 de outubro de 2007


Sensacional!

Muito já se falou em CIRURGIA DE REDUÇÃO DE ESTÔMAGO, indicada até hoje apenas para tratamento da obesidade (coisa de gordo avantajado assim como eu). Mas, essa história está mudando e a cirurgia de redução de estômago está ganhando uma nova função: curar o diabetes tipo 2, não só em pessoas gordas, mas, sobretudo, em pessoas magras. Na Europa e nos Estados Unidos, alguns estudos já mostraram resultados promissores da cirurgia para o diabetes tipo 2. Aqui no Brasil, a intervenção cirúrgica, também, vem sendo pesquisada por alguns centros de São Paulo, com destaque para os estudos da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas).

Agora, o melhor!

Nessa parada, Pernambuco está dando um super salto. Dois dos mais respeitáveis cirurgiões gerais do nosso estado e que atuam no Núcleo Avançado de Obesidade da Digest, Clínica de diagnóstico e tratamento das doenças do aparelho digestivo, João Evangelista Neto e Otacílio Albuquerque, estão acompanhando os trabalhos científicos de perto e dando início ao novo procedimento. Os especialistas acreditam que a indicação para realização da cirurgia de redução de estômago deve mudar muito em breve, devido as recentes constatações, que podem beneficiar pessoas obesas e magras que sofrem de diabetes.

Você sabia?

Há dois tipos de diabetes.

O diabetes do tipo 1 ocorre quando há insuficiência da produção de insulina pelo pâncreas, em geral na fase infanto-juvenil. Já o tipo 2 acomete geralmente pessoas adultas e resulta da deficiente liberação e/ou resistência aumentada à ação da insulina.

Serviço:

Dr. João Evangelista Neto

Dr. Otacílio Albuquerque

Grupo Digest

Clínica de diagnóstico e tratamento das doenças do aparelho digestivo.

Rua José Gonçalves Medeiros, 149. Madalena

Fone: 3445 4518


Com informações da Vitess Assessoria de Comunicação

Comments (1)

  1. 19 de outubro de 2007 06:25

    Oie!!
    Nessa sua postagem tem 2 fatos importantes: O problema do diabetes e principalmente esse mais novo salto no que diz respeito a esse tratamento em PE. Apesar de todas as deficiências que o estado apresenta o nosso polo médico/hospitalar tem avançado bastante.

    Espero que no futuro muito próximo essa cirurgia seja muito mais simples que já é, e ajude muitas pessoas a recuperarem a saúde e auto-estima.

    Parabéns pela matéria e pelo alerta!!
    Bjo